Sozinho, mas não solitário

Muitas pessoas encaram o estar só de forma ruim. Acham que só serão felizes cercados de pessoas ou tendo algum relacionamento, e ainda que de forma passageira se envolvem com várias pessoas sem pensar na qualidade destes relacionamentos.

No entanto, estar só, não significa viver em solidão. Na Idade Média, o conceito que dava esta ideia era de “Solitude”, quando se estava só por vontade própria e geralmente implicava em uma busca ao sagrado.

Ás vezes estar só é providencial e necessário para o nosso crescimento enquanto pessoa. E, por incrível que pareça existem benefícios de estar só, são eles:

1. Estimula a criatividade


Pesquisas realizadas pelo psicólogo Keith Sawyer, da Universidade de Washington, descobriram que os grupos em grupos praticando o chamado brainstorming  acabam apresentam menos ideias interessantes que as pessoas que trabalham sozinhas e depois agrupam compartilham suas ideias como um grupo.  A solidão, segundo a pesquisa  estimula a criatividade.

De fato, estar só nos permite a reflexão e aumenta o nosso foco na solução dos nossos problemas

2. Dar-se um tempo

Quando temos tempo para estarmos sozinhos, estamos nos deixando descansar depois de estarem constantemente “no”. Nesse estado de solidão, você pode limpar sua mente, reunir seus pensamentos, recarregar suas baterias , e tem a oportunidade de redefinir suas metas e a direcionamento de suas ações. As  distrações são impedidas e, então podemos pensar com clareza.

3. Pode fazer florir novos relacionamentos

Quando você estiver sozinho, você poderá refletir mais sobre o tipo de companheiros e parceiros que deseja ter em sua vida. Você também poderá tornar-se mais apreciativo de seus relacionamentos atuais, passando algum tempo longe deles, principalmente se você se encontra em relacionamento destrutivo. 

Esse tempo pode revelar ou reafirmar suas prioridades. Revelar quem de fato merece estar ao seu lado.

Não fique com alguém por medo de estar só, nem da solidão. Solidão significa estar mal por não ter companhia, no entanto, estar só é estar bem consigo mesmo. Antes de ter uma pessoa ao seu lado, você precisa estar bem consigo mesmo!

Os seres humanos podem ser criaturas sociais, mas todos nos precisamos de um tempo a sós .

By Júlio César Medeiros

Referências:

(Dt. 1.9; Mc.6.47; Gn.32.24; Dt. 33.28)

Para saber mais, acesse:

http://www.tdjakes.com/posts/alone-not-lonely

1 comentário em “Sozinho, mas não solitário”

  1. Parabéns, esse assunto é muito necessário o esclarecimento devido ao grau degeneração psicossomática, alguns ignoram, mas é preciso esclarecimento, tratamento e direcionado para que que haja distinção onde começa estilo de vida até se for o caso, tratamento, um grande abraço, boa sorte, shalom!!!

Deixe uma resposta para Leandro Silva de Oliveira Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.