Comentário à Lição 6 – Enfrentando os traumas da vida (EBD Betel)

 

1º Trimestre de 2019, ano 29 nº 110

ENFERMIDADES DA ALMA II



Este é um esboço da lição número 6. Um subsidio a mais para os professores e Superintendentes de EBD que quiserem se aprofundar mais no tema e que não substitui de forma alguma o material da Revista, que deve ser comprado na Editora Betel, este esboço é apenas um simples complemento e auxilio a superintendentes,  professores e alunos.

Obs. Os textos neste esboço não são copiados da revista a fim de não ferir os direitos do autor e da Editora publicadora, afinal, cada individuo deverá ter sua própria revista.

Lição 6 – Enfrentando os traumas da vida

Nome:________________________________ Classe:_______________data:____________ igreja:___________________________Tempo de aula:_____________ Recursos Didáticos:__________________________________________

Texto Áureo:

Salmos 118:5

(5)  Invoquei o SENHOR na angústia; o SENHOR me ouviu e me pôs em um lugar largo.

Verdade Aplicada

“Após acontecimentos intensamente traumáticos, precisamos permanecer confiando no Senhor para alcançarmos o necessário equilíbrio”

Objetivos:

  1. Ensinar como ocorre o TEPT
  2. mostrar a seriedade desta enfermidade;
  3. Revelar que nem todo trauma causa o estresse pós-traumático;

(Destaque a importância dos três verbos citados: Revelar, Mostrar e ensinar, ao final da sua aula, você deverá ter atingido estes três pontos.

A tônica desta lição está  “mostrar” a seriedade deste transtorno, aborde isto, em sala de aula e fale da necessidade de se procurar ajuda especializada)

 

Texto de Referência:

Salmo 22.1,5,11, 20-22

Contexto do texto de referência:

Este salmo é cântico messiânico, ou seja, que expressa a dor e o sofrimento do Messias, você pode abordar que Cristo também sofreu, passou por grande pressão psicológica, emocional e física, por isso, Ele sabe exatamente como nos sentimos e pode nos ajudar.

Referências sobre sentimentos angustiosos que nos fazem perder o senso de realidade: 2Sm. 4:9; 2Sm. 22:7 ; 2Sm. 24:14;1Rs. 1:29;   1Rs. 22:27;  2Rs.19:3; 1Cr.21:13.  

Resumo esquemático :

  1. Vivendo com TEPT; (O medo com Vida própria)
    1. Como vive o portador de TEPT; (Ele fala de como é difícil viver com esta síndrome, duvida em entre fugir e lutar, não é preciso ter participado de uma guerra para ter o TEPT, pois cada um sente e absorve os impactos de forma diferente.
    1. O perigo do Suicídio; (Tal síndrome pode aguda ou crônica, mas o importante é que a pessoa seja encaminhada a um especialista antes de que a pessoa tente o suicídio)
    1. TEPT, uma realidade comum; (8% da população poderá ter o TEPT em algum momento da vida) Casos por ano: mais de 2 milhões (Brasil)
  2. O TEPT não é brincadeira (Não se deve menosprezar os sintomas do PEPT, nem fazer bullying com o doente)
    1. Identificando o melhor tratamento; (Cada pessoa reage de uma forma, cada individuo absorve o choque de maneira diferente, por isto mesmo, cada um deve buscar uma terapia que lhe seja mais eficaz.)
    1. A enfermidade não capacita; (“As pessoas não devem ser medidas pelos traumas vividos e nem pelo momento difícil que estão vivendo”, diz o autor. As atividades do dia a dia e até mesmo da igreja devem ser mantidas. É importante que se busque a superação do trauma, dentro do possível)
    1. Olhando o TEPT com seriedade; (é impossível estarmos numa bolha protegidos de todas as intempéries, e as que sofrem, se tornam vulneráveis em seu estado emocional por causa de traumas ocorridos na infância e na adolescência, a igreja tem que ser um fator de ajuda, buscar o equilíbrio)
  3. Tempos difíceis e trabalhosos; (Nem todos irão desenvolver o TEPT)
    1. Confirmando o TEPT;( confirmar se evento traumático causou dano a integridade física, própria ou de outrem, que provoque medo, ou angustia, tenha experimentado, como comportamento de insensibilidade afetiva, hiper. vigilância e experiencia de reviver o passado, e se o evento tem causado danos ao convívio social e ocupacional. Mesmo assim, ou ainda assim deve se confiar em Cristo, sempre)
    1. Alterações provocadas pelo TEPT; (As alterações dos componentes biológicos são importantes para que se possa verificar o TEPT, altos níveis de cortisol podem indicar que a pessoa está passando por este transtorno. A necessidade de um acompanhamento médico. A igreja pode de deve ser uma auxiliadora.) O cortisol é Um dos hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais (também chamada de adrenais) é o cortisol, que além de ter ação anti-inflamatória, regula o metabolismo e a glicose no sangue para fornecer energia aos músculos e nervos. Em condições de estresse, este hormônio é produzido e liberado no organismo em doses mais elevadas, o que não é bom.


    1. Práticas para diminuir os sintomas (Exercícios físicos, psicoterapia, dieta saudável e equilibrada e meditação na Palavra de Deus podem ser ajudar tais indivíduos)

Conclusão. (Cada membro do corpo de Cristo precisa assumir a responsabilidade de amar e cuidar um do outro e através do Espirito Santo, isto é capaz de se tornar uma realidade)

Agora que já fizemos um breve resumo da lição, destacando os pontos mais importantes do estudo, vamos passar a ver com mais profundidade o Transtorno do estresse pós-traumático.

  • Definição: É um distúrbio da ansiedade caracterizado por um conjunto de sinais e sintomas físicos, psíquicos e emocionais em decorrência de o indivíduo ter sido vítima ou testemunha de atos violentos ou de situações traumáticas que, em geral, representaram ameaça à sua vida ou à vida Traumas físicos ou emocionais que levam o indivíduo a sempre reviver o acontecimento trazendo dor e sofrimento.
  • Causas que podem desencadear o TEPT

            • Ameaça de morte;

            • Graves lesões;

            • Violência sexual;

            • Acontecido com o próprio ou com terceiros

• Episódios que podem provocar o TEPT

            • Abandono

            • Divórcio

            • Desastre natural

            • Assalto, sequestro,

Violência em geral

Precisa buscar ajuda Psiquiátrica e psicológica, a fim de obter ajuda medicamentosa e terapia.

  • Transtorno do estresse pós-traumático. Afeta:

            • Crenças;

            • Emoções;

            • Habilidade para resolver problemas;

            • Resgate é a capacidade de se recompor após estes problemas são sonhos angustiantes, reações dissociativas da realidade que leva a pessoa a “reviver” o momento

  • Sinais externos e internos.

            • Suores, comportamento evitativo evitando pessoas , situações e locais que ativam os pensamentos sobre o evento.

            • Perda de interesse pelo convívio social

            • Pode ter também problema para dormir

            • Lembrar o fato.

Outros sentimentos são:  culpa e depois raiva, medo e vergonha

Como verificar se a pessoa pode estar apresentando um quadro deste transtorno:

A. Esquiva (evitar situações que lembrem)

b. Baixa autoestima ( sentimento de culpa ou ao confiar em ninguém)

c. Revivência do trauma

d. Hiper vigilância ( buzina alta, briga à toa)

O problema é que a pessoa acometida por este transtorno apresenta uma

Quebra da realidade;

Incapacidade de compreender o fato

E se vê incapaz de resolver

Recriação do evento fora da realidade

E por último  Desenvolve o Pânico

Ao evitar estas lembranças a pessoa acaba por agir intensificando e aumentando o fato falseando a realidade.

Mitos sobre o transtorno estresse pós traumático

  1. Apenas pessoas que vivenciaram ou passaram por problemas de grandiosidade ou alto impacto, podem desenvolver o TEPT. Lembre-se que o tept não está relacionado a dimensão do problema, ou intensidade do fato. Assim, não apenas ex combatentes podem desenvolver esta síndrome. Pelo contrário, muitos ex combatentes não desenvolveram o que prova que não está relacionado a intensidade do ocorrido, afinal  cada pessoa sente se vê mundo de forma diferente.

Como enfrentar a Mitos sobre o transtorno estresse pós traumático com o auxílio divino:

Caso de José: Manasses (esquecer) e Efraim (Efraim)

Como vencer?

  1. Meditação na Palavra;
  2. Oração;
  3. Ocupara mente com as coisas de Deus;
  4. Impedir que o entra pelos olhos desça ao coração

QUESTIONÁRIO

R1. A certeza do cuidado de Deus

R2. Doenças cardiovasculares e o sentimento de culpa

R3. Qualquer sentimento de Medo

R4. A Deus

R5.Através da meditação diária da sua Palavra

Bibliografia:

Revista Betel Dominical. Enfermidades da Alma II. Lição 4. Enfrentando o transtorno do sono. 1º Trimestre de 2019, ano 29 nº 110.

Bíblia do Culto. Versão Almeida e Corrigida. Rio de Janeiro, Editora Betel, 2017.

https://drauziovarella.uol.com.br/doencas-e-sintomas/transtorno-do-estresse-pos-traumatico/ _26/01/19

 Fonte: https://www.medicinamitoseverdades.com.br/blog/o-estresse-aumenta-o-cortisol–engorda-e-causa-doencas_26/01/19

https://www.minhavida.com.br/saude/temas/sindrome-do-panico_acessado_em_26/01/19

Assista a nossa video Aula no nosso canal Boa Semente, no Youtube

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.