Texto de Referência: II Coríntios, 12.1-10

(1)  Em verdade que não convém gloriar-me; mas passarei às visões e revelações do Senhor. (2)  Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu. (3)  E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) (4)  Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar. (5)  De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas. (6)  Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve.(7)  E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar.(8)  Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.(9)  E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.(10)  Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.

 

Introdução:

Esta Carta que Paulo escreveu aos cristãos de CORINTO para tratar de vários e sérios problemas que os estavam perturbando. SEGUNDA EPÍSTOLA Carta que Paulo escreveu da Macedônia, durante sua terceira viagem missionária. É a carta mais pessoal e menos doutrinária que Paulo escreveu, com exceção de Filemom. Ele a escreveu à luz das informações que lhe foram dadas por Tito.

Nos caps. 10—12 Paulo defende a sua autoridade apostólica, que estava sendo posta em dúvida pelos seus adversários.

O problemas vivenciados pelos Coríntios:

a. No campo Interno:

lutas na igreja, Partidos que dividiam o Corpo de Cristo com a preferencia por Paulo ou Apolo;

dissenção pecados sexuais, promiscuidades

b.Externos, A igreja sofre a influencia de falsos ensinadores que não aceitavam os ensinamentos de Paulo;

c. Paulo era visto por alguns como um apóstolo fraco, não muito espiritual, limitado

 

Chave 1. Manifestação dos dons não é mesmo que movimento espiritual, tem muita gente atras de movimento, mas poucos a procura da verdadeira manifestação dos dons

Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água. (João_5:3)

Chave 2. O mover ou movimento do Espririto não está diretamente relacionado a aprovação de Deus as nossas atitudes, Corintos era uma igreja em que tinha muito movimento, mas era desaprovada por Deus por causa dos seus pecados

1.Tópicos de desenvolivimento

 

a. Paulo está falando de si mesmo;

 

2 co. 12.2:  Conheço um homem em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu.

As experiencias relatadas por Paulo são inefáveis; em sonho, arrebatamento espiritual, ou arrebatamento corpóreo, mas ele não se gaba disto.

  1. Mas Paulo não se Gloria disto e sim de ser fraco; (v.5,6)

 

1 Co. 12.(5)  De alguém assim me gloriarei eu, mas de mim mesmo não me gloriarei, senão nas minhas fraquezas.(6)  Porque, se quiser gloriar-me, não serei néscio, porque direi a verdade; mas deixo isto, para que ninguém cuide de mim mais do que em mim vê ou de mim ouve.

4. Por que o que importante era o que as pessoas viam nele (v.6) O mais importante é o caráter! É o comportamento, o modo de vida como o maior ensino;

Chave 3. As pessoas não vêm o dom, elas percebem o dom, mas não o vêm, o que elas vêm são o nosso caráter, ou seja, o nosso comportamento

5. Para que não se exaltasse Deus enviou um espinho: Todos que Deus Mostra algo dá-lhe também uma marca; (problema nos olhos, enfermidades, perseguições).

6. Deus nos dá espinhos.

Todos nós em alguma área da vida temos algum espinho!

Chave 4. Não é diabo que nos coloca os espinhos, mas sim a permissão de Deus, o diabo nos aflige apenas com a permissão divina.

 

Por que?

Somos Falhos, Somos humanos, Somos imperfeitos, Somos nada e Para que o seu poder opere em nós

7. O poder de Deus opera nas fraquezas!

A graça de Deus opera em nós atraves de nossas fraquezas e tribulações

8. Cristo també foi ferido pelos espinhos, mas venceu para que nós também pudessemos ser vencedores com e Nele.

Glória a Deus!

Conclusão:

Deus não irá tirar os espinhos, mas nos dará graça que nos fará suportar e nos tornar pessoas melhores

Assista esta mensagem no Canal Boa Semente no  Youtube em:

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.